Cursos de Flash: Qual a melhor escolha?

Embora seja importante em qualquer área conhecer previamente alguns detalhes sobre os temas que se aprofundam nas formações, esta é uma característica fundamental a ter em conta no que diz respeito ao sector da informática. Sendo esta de âmbito tão abrangente, é estritamente aconselhável que se tenham as devidas preparações para a complementar, pois caso contrário, há grandes possibilidades de se correr o risco de entrar num curso e se ficar “especado” aguardando que alguém nos dê uma ajuda com determinada tarefa.

Tipo de curso

É claro que há formações que partem do básico, e neste caso não haverá problemas, pois o que será ensinado são as técnicas principiantes de como operar num determinado sentido. Contudo, no que diz respeito aos cursos de flash – que neste artigo se realçam – não há assim tantas formações que alinhem directrizes no sentido do partir do nível zero. Por isso, é crucial já ter uma preparação mínima no que concerne às técnicas elementares e domínio das mesmas.

Número de horas das formações

Outro dos pontos a considerar antes de partir para qualquer curso de flash é o número de horas do mesmo. É óbvio que isso não é assim tão linear, havendo uns que exijam mais tempo do que outros, mas em média, um curso com apenas meia dúzia de horas poderá entrar para aquela categoria das “formações a não frequentar”. A explicação é muito simples: nestes casos de duração mínima, o mais provável é que uma boa pesquisa nos motores de busca dê os mesmos ou até melhores resultados do que os ditos cursos, sem ter de se pagar por isso. Além do mais, há excelentes sites com óptimos tutorais de operações, como o Flashkit, uma boa alternativa dada a simplicidade dos guias, facilmente compreensíveis e executáveis por qualquer um, sem grandes problemas.

Opiniões de pessoas “experimentadas”

Um último dado muito importante para a escolha da formação adequada passa pela solicitação de feedback a quem já tenha frequentado um determinado curso. Como em tudo, não há nada melhor que obter informações sobre a qualidade das coisas, recorrendo ao parecer de quem por elas já passou ou as experienciou. Nesse sentido, procurar antigos formandos do curso que se pretende tirar é sem dúvida uma grande ajuda, sobretudo para quem é mais céptico às propostas que lhe são apresentadas. E mais uma vez, nada melhor que visitar fóruns de discussão onde rapidamente se encontrarão as avaliações dos antigos alunos.

Os conselhos que acima referimos são, como em tudo, uma linha orientadora para aquelas pessoas que estão à procura do curso certo de flash para frequentar. Em termos gerais, não são de descuidar estes pontos, que podem ajudar na escolha da melhor opção. No entanto, a deliberação sobre a mais indicada cabe somente a cada um, que deve seguir a que mais vantagens lhe ofereça e melhor resposta dê às necessidades que procura suprir.

Também poderá gostar de ler:

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Pode usar estas etiquetas HTML e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>